Óleo de Rícino para Fortalecimento dos Cabelos

Você está com os cabelos fracos, quebradiços, danificados, ressecados, caspa ou queda de cabelo? Então o que acha de experimentar um óleo que irá ajudar muito nesses problemas? A dica de hoje é o óleo de rícino.

O óleo de rícino é o óleo extraído das sementes dericinus communis (mamona), uma planta muito comum no nosso país. As sementes da mamona contém entre 40 e 50% de óleo. Atenção – a semente em si é tóxica, mas o seu óleo, rico em ácido ricinoleico, não é tóxico.

A mamona é bastante útil devido à ações antiinflamatórias e antioxidantes, tendo diversas aplicações.

O que o Óleo de Rícino Pode Tratar?

Óleo de Rícino para Fortalecimento dos Cabelos
  • Queda de cabelo
  • Enxaqueca
  • Queimaduras de sol
  • Distúrbios menstruais
  • Problemas gastrointestinais
  • Constipação intestinal
  • Infecções por fungos
  • Acne
  • Inflamações

A pele também pode ser muito beneficiada com o óleo, já que ele possui efeito emoliente, penetra na pele hidratando-a e estimulando a produção de colágeno e elastina, prevenindo assim linhas de expressão e rugas. Além do mais, trata com eficácia acne, furúnculos, verrugas, pele seca e dermatites.

Benefícios do Óleo de Rícino para os Cabelos

  • Fortalece os fios
  • Ativa a circulação no couro cabeludo
  • Combate a queda dos cabelos
  • Ajuda no tratamento de calvície e alopécia
  • Diminui caspas (usando na raiz)
  • Ajuda manter a hidratação dentro dos fios (sela)
  • Combate a quebra do fios
  • Contém vitamina E, minerais e vitaminas que auxiliam no crescimento
  • Contém propriedades anti-bacterianas e anti-fúngicas
  • Trata pele seca e coceira no couro cabeludo
  • Hidrata e recupera os fios profundamente
  • Encorpa os fios
  • Sela as cutículas da fibra capilar dando brilho
  • Óleo de Rícino para Hidratar e Nutrir os Fios

Além de tratar o couro cabeludo, o óleo de rícino condiciona e hidrata os cabelos, prevenindo assim as pontas duplas.

Se você faz o cronograma capilar, na fase de nutrição, você poderá adicionar uma colher de chá de óleo de rícino e 2 colheres de sopa do seu creme hidratante preferido. Se preferir pode adicionar manteiga de Karité. Misture tudo, passe nos cabelos úmidos lavados apenas com shampoo, deixe agir por em torno de 20 ou 30 minutos e enxágue.

Para as pontas duplas, misture o óleo de rícino com óleo de coco. Passe a mistura apenas nas pontinhas dos fios, deixe agir por 2 horas e lave os cabelos normalmente.

Óleo de Rícino para Fortalecimento dos Cabelos

Importante: Em consistência, o óleo de rícino é grosso e meio pegajoso; por isso evite passar o óleo puro no comprimento dos fios.

Óleo de Rícino para Queda de Cabelo

O óleo de rícino também pode impedir o crescimento de micro-organismos, como bactérias e fungos que podem afetar a saúde do seu couro cabeludo, assim, impedindo a perda de cabelos.
Ele possui muitos compostos naturais altamente benéficos que estimulam o crescimento capilar, e pode ser utilizado como um tratamento coadjuvante para amenizar a perda de cabelo e fazer os cabelos crescerem mais espessos e fortes.

Se a perda de cabelos for devido a  fatores genéticos, o uso de óleo de mamona como um tratamento de queda de cabelo não vai resolver o problema, mas irá sim ajudar a minimizar a taxa de queda.

Óleo de Rícino para Fortalecimento dos Cabelos

Como o óleo de rícino estimula o crescimento capilar?

O óleo de rícino, quando aplicado e massageado diretamente sobre o couro cabeludo, estimula o crescimento de um cabelo saudável e forte, pois ele melhora a circulação sanguínea, o que é vital para estimular o crescimento do cabelo.

Ele contém ácido graxo omega 6 que estimula o couro cabeludo e folículos pilosos, fortalecendo os fios, de modo que quando eles crescerem, ficarão mais fortes.

A aplicação não requer nenhum preparo especial: basta utilizar o óleo de rícino diretamente no couro cabeludo, massageando os cabelos por mais ou menos 5 minutos. Após isso, colocar uma touca plástica e deixar o produto agir por algumas horas. Depois lave os cabelos normalmente.

Onde Comprar o Óleo de Rícino

O óleo de rícino é bem baratinho e pode ser encontrado normalmente em farmácias físicas ou até mesmo online.

 

(Vimos em Beleza e Saúde)


Postado por Bruna Pavinato

Quem tem a raiz do cabelo oleosa como a minha, vai gostar desse post. Meu cabelo sempre foi liso, com a raiz super oleosa e as pontas normais. Sou daquelas que tem que lavar o cabelo todos os dias, isso mesmo gente, eu sei que não é bom lavar o cabelo todo dia, porem minha raiz pinga óleo, e eu não suporto olhar no espelho e ver meu cabelo brilhando.

Por isso separei 5 Shampoos que eu já testei por muito tempo e deram certo para meu tipo de cabelo.

  1. Palmolive Naturals, um dos melhores que já usei. É o mais barato de todos e meu segundo favorito. Ele deixa meu cabelo super leve e brilhoso, além do cheirinho maravilhoso.
  2. Seda Pureza Refrescante. Já ouvi muita gente falar que não gosta de Seda, porém eu sempre gostei e esse Pureza Refrescante é o meu favorito. Ele limpa bem o couro cabeludo sem agredir os fios.
  3. L’oreal Extraordinay Clay. Pra mim, o melhor. Recebi essa linha da L’oreal e tenho AMADO. Ele limpa super a raiz sem ressecar o resto. Ele é ótimo para cabelos oleosos com as pontas secas.
  4. Phytoervas Controle de Oleosidade. Ele limpa muito bem o cabelo, deixa aquela sensação maravilhosa de refrescância. Deixa o cabelo fresquinho.
  5. Paul Mitchell Tea Tree. Desde que me mudei para os EUA eu tenho amado esse shampoo. Eu alterno entre esse e o da L’oreal. Tenho adorado esses queridinhos.

 

Qual seu shampoo favorito?


Postado por Bruna Pavinato

Dez em cada dez mulheres revelam sua paixão quando o assunto é cabelo. Isso não é novidade pra ninguém. Mas mesmo com tanto amor por nossas madeixas e com tantos recursos oferecidos pela tecnologia para cuidar dos nossos cabelinhos, ainda cometemos alguns erros na hora de dar o tratamento adequado as nossas melenas.

Aqui vou listar cinco erros, dos mais comuns, que cometemos ao tratar dos nossos cabelos em casa, pra te alertar, ajudar a mudar o hábito ou incrementar sua rotina diária de cuidados.

1 – Dormir com o cabelo molhado

Deixar o cabelo molhado durante muito tempo, em especial no contato por seu travesseiro ou cobertores, pode prejudicar a fibra capilar e o couro cabeludo. O excesso de umidade provoca alterações no seu PH, o que pode fazer com que diminua ou aumente a produção de gordura natural da região. Sendo assim é melhor deixar de lado a preguiça e secar os cabelos com o secador se lavar perto da hora de dormir ou então lavar mais cedo e deixar secar naturalmente.

2 – Investir em cuidados com o cabelo apenas depois de coloração ou descoloração

Normalmente a gente lembra de hidratar os fios depois de ter submetido eles a coloração ou descoloração. O problema todo é que depois destes procedimento, a chance do seu cabelo estar danificado é muito maior. Ao invés de apostar nos tratamentos de hidratação e nutrição apenas depois das mudanças na cor é indicado que a gente comece a preparar os fios para receber a transformação da cor com no mínimo duas semanas de antecedência.

3 – Não utilizar produtos naturais para tratar os fios

Sabe aquelas receitinhas que a vovó usava pra cuidar das madeixas?? Nada melhor tanto para o cabelo quanto para o bolso $$ do que testar os ensinamentos das gerações anteriores de mulheres das nossas famílias. Abacate, gema de ovo, azeite de oliva, babosa, mel e por aí vai, são itens que nossas avós e até mamães usavam para cuidar dos cabelos e que com os recurso da tecnologia e o surgimento de vários produtos nós acabamos deixando de lado. Produtos naturais são uma excelente opção para deixar nossos cabelos mais saudáveis e bonitos além de nos ajudar a economizar.

4 – Não buscar produtos específicos para o seu tipo de cabelo

Cabelo não é tudo igual não!! E na hora de comprar o shampoo, condicionador e máscara é muito importante reconhecer o seu tipo de cabelo para  adquirir o produto mais apropriado para as necessidades dos seus fios. Cabelos ressecados, oleosos, mistos ou quimicamente tratados pedem um tipo de produto que supra suas necessidades, deixando assim seus cabelos mais bonitos, sadios e até mesmo limpos por mais tempo.

5- Ter medo da tesoura 

Ficar longos períodos sem cortar acaba deixando seu cabelo com uma aparência  de mal cuidado. Quando você não refaz o corte por um longo período, a tendência é que as pontas do cabelo fiquem cada vez mais finas. Não cortar por muito tempo deixa seu cabelo sem formato o que dificulta  na hora de arruma-lo, seja com uma escova, prancha ou em um penteado. Uma boa opção é retocar o corte de três em três meses dependendo do quanto seu cabelo cresce mensalmente e de sua opção de corte. Cortar com frequência além de deixar seu cabelo renovado deixa também uma aparência mais saudável por retirar as pontas, que normalmente é a parte mais ressecada.

Então enfrenta o medo da tesoura e se joga no corte.


Postado por Bruna Pavinato